terça-feira, 14 de maio de 2013

10 dicas para trabalhar em sala de aula.


Deixo aqui apenas sugestões que podem e devem ser trabalhadas de acordo com a criatividade e a necessidade do professor ,muitas delas podem ser adaptadas para educação infantil e para os primeiros anos do ensino fundamental.

1ª Dica- O MOVIMENTO


A importância do Movimento na sala de aula.

  "O Movimento permite à criança explorar o mundo exterior através de experiências concretas sobre as quais são construídas as noções básicas para o desenvolvimento intelectual. É importante que a criança viva o concreto."


"A comunicação por meio do toque é um dos  mais poderosos meios de criar relacionamentos.



"É algo comum em algumas salas de aula acharmos que para uma criança aprender ela tem que estar imóvel , ela tem que estar paradinha."


"O professor precisa refinar o olhar para saber quando de fato, o movimento tem que ser coibido, contido e quando ele tem que ser favorecido."


ASSISTAM ESTE VÍDEO!!!





Turma de 1º ano

NA PRÁTICA

- Existem várias formas de levarmos o Movimento para a sala de aula vou deixar aqui 5 sugestões práticas.

1ª- A  mais comum é a música, se não houver espaço não tenha medo empurre mesas e cadeiras para que tenham espaço, deixe que elas se movimentem a vontade, é aconselhável que o (a) professor(a) participe ativamente, estes momentos não são perda de tempo, são importantíssimos, selecione previamente CDs de músicas que sejam de acordo com a faixa etária de sua turma.

(Música Dona Aranha)

2ª- Atividades fora das mesas e cadeiras, este tipo de atividade muitas vezes assusta alguns professores que declaram ter medo de perder o controle da turma, é preciso que esta atividade seja planejada, improviso, falta de preparo do material ou falta de clareza é que podem trazer confusão e falta de controle.

No link abaixo você encontrará sugestões práticas.


3ª- Podemos utilizar várias brincadeiras que podem nos ajudar a trabalhar o pedagógico através do lúdico e do movimento, mesmo que seja necessário desarrumar mesas e cadeiras, não tenha medo, no início pode parecer bagunça, mas lembre-se que você está no controle. Veja alguns exemplos.

Jogo da Trilha do alfabeto criado pelas crianças
(crie jogos para brincar com seus alunos)

Brincar com uma maquete, cada grupo pode brincar um pouco.
(crie maquetes de acordo com um tema que você esteja trabalhando)

Brincar com objetos feitos por eles. (aqui são pipas)
(existem vários objetos que podem sair do papel e virar realidade na sala, crie)

4ª- Crie periodicamente exposições dentro da sala de aula que fiquem abertas a visitação da turma durante aquele dia, com a sua supervisão, convide colegas de outras turmas para visitarem, eles se sentirão honrados ao receberem colegas na sua sala.

Exposição de livros que são brinquedos.
(escolha vários livros seguindo uma tipologia e faça exposições)

Exposição de sementes (alunos de outra turma).

5ª- Não tenha medo de sair da sala de aula, por mais simples que seja a saída para você, para seus alunos serão momentos inesquecíveis, mesmo os alunos mais agitados gostam da movimentação e participarão, os resultados serão muito maiores.

Se você pode ir no quintal recolher folhas, por que apenas mostrar imagens em um livro?

Organizar entrevistas sobre assuntos trabalhados, com funcionários da própria escola.

Brincar no pátio um jogo que poderia ser trabalhado na sala.

"A reflexão crítica sobre a prática se torna uma exigência da relação Teoria/Prática sem a qual a teoria pode  ir virando blablablá e a prática, ativismo."
                                  (Paulo Freire)

Gostaria de deixar como sugestão de leitura o livro da Professora Fátima Alves.

Várias citações desta postagem foram retiradas deste livro. 
Boa Leitura!



2ª Dica- A MÚSICA

A importância da Música na sala de aula.

"Um dos resultados de cantar é o uso total da respiração. Enquanto cantamos, a expansão crescente dos músculos do diafragma causa a entrada rápida do ar nos pulmões e sentimos os efeitos da respiração total. Muitos têm a sensação de relaxamento e, ao mesmo tempo de energização. Respiração e vida sempre andaram juntos."
Cantando no palquinho.

"Desde as canções de roda da infância até os concertos requintados de artistas, cantar preenche a necessidade humana de transmitir tanto pensamentos quanto sentimentos numa forma mais completa do que a simples fala."

Música A Linda Rosa Juvenil

"Cantar pode ser um grande companheiro de aprendizagem na socialização, aprendizagem de conceitos e descoberta do mundo. Tanto no ensino das matérias quanto, por exemplo, nos recreios, cantar pode ser um veículo de compreensão, memorização ou expressão de emoções."  

Cantando no palquinho"Show de calouros"

"Além disso, a música promove vínculos nos relacionamentos. Quando cantam juntas enquanto brincam, as crianças compartilham a alegria da descoberta e a amizade de maneira nova."

Cantando com a professora coordenado os gestos da música.

NA PRÁTICA
* Podemos utilizar a Música de várias maneiras e com variados objetivos. Vou deixar aqui 5 sugestões de atividades práticas.

1ª- Selecione algumas canções e utilize-as todos os dias, pois as crianças gostam da repetição, empurre mesas e cadeiras deixe que as crianças se movimentem, crie junto com eles gestos para as canções, faça destes momentos uma rotina nas suas aulas. 


2ª- A Música é muito útil na memorização, além do prazer que ela traz, organize um blocão de canções e trabalhe a letra de músicas, em cada música você pode explorar conteúdos diferentes.


Clique neste link e veja algumas sugestões.


3ª- O "Show de Calouros" é uma ótima sugestão, pois atua em vários aspectos. Confeccione um palquinho com caixote de feira reforçado e forrado com TNT e utilize um microfone de brinquedo. Pronto você tem tudo o que necessita para criar na sua sala momentos inesquecíveis. Chame alguns alunos para serem os calouros, a turma será o auditório e você a apresentadora, cada calouro sobe no palco e canta a música escolhida, que pode ser direcionada pelo(a) professor(a) ou não. 


4ª- Leve instrumentos de brinquedo para a sala e forme sua bandinha com o objetivo de explorar os diferentes sons que eles produzem, desenvolvendo a atenção e a percepção.


5ª- Fazer brincadeiras cantadas como no pátio sem que seja preciso nenhum material requintado, mas apenas adereços feitos por eles ou mesmo sem nenhum adereço apenas cantar por prazer de socialização e divertimento.

 Brincadeira de roda no pátio

"Os ganhos que a prática musical nesta fase proporciona, seja pela expressão das emoções, pela sociabilidade, pela disciplina, pelo desenvolvimento do raciocínio, e são para a vida toda."
                                                                            Synésio Costa

Gostaria de deixar como sugestão de leitura 
o livro de Vera Pessagno Bréscia

Educação Musical. Bases psicológicas e ação preventiva.
(As citações desta postagem foram retiradas deste livro)

3ª Dica- OS TEXTOS

A importância da utilização de textos variados em sala de aula.

"O trabalho pedagógico relacionado à leitura precisa, portanto, estar compromissado com o prazer e com a sedução."


"A diversidade de textos e suportes textuais estabelecem, de acordo com sua função social, a necessidade do emprego de diferentes estratégias de leitura."

Alunos manuseando vários livros de receitas.

"A compreensão do perfil de leitor envolve o uso de diferentes modos de ler, adequando-o às suas necessidades, bem como o conhecimento das diferentes linguagens que circulam em sociedade."


NA PRÁTICA

* É importante a utilização de vários tipos de textos, pois as crianças precisam deste contato com variadas tipologias textuais.
       Vou deixar 5 sugestões de atividades práticas.

1ª- Para evitar a poluição visual na sala e não limitar a quantidade de textos expostos, temos como solução o uso do blocão.

Clique no link abaixo:


2ª- Trabalhar poesias com as crianças pode ser prazeroso. Com a poesia da "Vaca Amarela" de Sérgio Caparelli, podemos explorar além das rimas, versos, estrofes, a brincadeira dentro da poesia.



3ª- Ao trabalharmos receitas elas precisam ter sentido, precisamos ter em mente que existem vários tipos de receitas e não apenas receitas culinárias.


4ª- Não podemos esquecer de proporcionar as crianças contato com a leitura não verbal, como a leitura de imagens. 

Livros com histórias sem palavras e livros com obras de arte.

5ª- Dicionários podem ser expostos na sala para que as crianças manuseiem livremente, mesmo no início da alfabetização eles podem ser utilizados pelas crianças.


Uma boa sugestão é a utilização de dicionários ilustrados, porque possuem o apoio da imagem

Essas são apenas algumas sugestões que podem ser adaptadas e aperfeiçoadas.



"Um texto só existe se houver um leitor para lhe dar um significado."
                                                  (Chartier)

Textos retirados do livro: Multieducação na sala de aula. Leitura e Escrita.

4ª Dica- As Histórias

A importância do "Contar Histórias".

"Quando lemos, produzimos sentido, extraímos significados das palavras do autor. As ideias do autor chocam-se com as nossas experiências e criam novas experiências."

Ouvindo histórias na Sala de Leitura (Turma 1º ano)

"Uma aula que se baseie no princípio da narrativa das histórias tende a obter sucesso. Cria-se, a partir de qualquer tema, um conflito, trabalha-se a essência e não os pormenores, simplificando e clareando os conteúdos."

Ouvindo histórias no Cantinho da Leitura. (Turma de 1º ano)


"Na realidade, as histórias deveriam estar no centro do processo e não como complemento. A leitura e a escrita devem ser objetos de prazer."
Explorando livremente o Cantinho da Leitura (Turma 3º ano)

"Cabe aos professores, no início da escolarização, desenvolver ao máximo o contato com a língua escrita e com a oralidade, de tal forma que as crianças ouçam e vejam as formas corretas da língua escrita."

Dramatização da história "A Galinha Ruiva."(Turma 1º ano)

"A imaginação infantil é um instrumento que deveria estar a favor da aprendizagem."

Avental de histórias

NA PRÁTICA

*As crianças precisam ter contato com as histórias, pois elas estimulam a imaginação e o prazer pela leitura. Existem várias formas de se trabalhar com as histórias. Deixo aqui 5 sugestões práticas.

1ª- Tenha um Cantinho da Leitura na sala com vários tipos de livros, para que as crianças possam manusear livremente.

Turma 1ºano

2ª- Deixar que mesmo a criança que ainda não sabe ler, faça uma pseudoleitura para seus colegas. Pois ela recontará a história ouvida com base nas imagens, isto estimula a oralidade. 

História no palquinho. (Turma 1º ano)

História na Roda de Leitura (Turma 1ºano)


3ª- Diversifique o momento e a forma de contar histórias. Sente em círculo, no cantinho, no chão...O importante é que sejam momentos agradáveis.

Deixar que toquem no livro.

4ª- Selecione as histórias com antecedência, leia para embasar sua aula, mas leia também, apenas pelo prazer.


Visite este blog FAZENDO LEITURA

5ª- Dramatizar na sala de aula uns para os outros histórias ouvidas, também é uma ótima forma de estimular a oralidade e a imaginação.

Dramatização da história dos 3 porquinhos.

"Os professores serão os contadores de histórias e o currículo a história a ser contada."
                                       (Kieran)

Textos retirados do livro "Multieducação na sala de aula. Leitura e Escrita.


5ª Dica- As Mídias

"O termo mídia deriva do idioma inglês 'média', significando o conjunto de meios de comunicação e informação utilizados na chamada sociedade do conhecimento."

Visita a Sala de Informática (E.M.Olegário Mariano)

"Entendemos que a discussão sobre as mídias, suas respectivas linguagens, seus usos e funções e suas implicações, bem como o contexto social do qual emergem e em que se desenvolvem, estão dentro da escola, porque, entre outras razões, também estão fora dela, nas ruas e salas de estar, no imaginário das pessoas, dos nossos alunos e professores."

Passeio ao cinema (Turma 3º ano)

"Seja para entreter, informar ou educar, as diferentes mídias estão inegavelmente presentes em nosso cotidiano, nos afetando direta e/ou indiretamente, num complexo contexto que se configura com elas a partir delas."

Filme na Televisão (Turma 1º ano)

"Desse  modo, em vez de se situar entre rejeitar ou negar a presença da mídia na escola, é preciso discuti-la e aprender a lidar com ela no contexto do projeto político pedagógico." 

Jogos interativos na televisão. DVD (Turma 2º ano)

"A pedagogia de ensino neste novo milênio não se restringe ao livro, ao caderno e ao saber do professor, abrindo, assim perspectivas para outras maneiras de aprender e de ensinar."

Conhecendo o jornal (Turma 2º ano)

"O uso de diversas mídias (computador, televisão, livros, jornais...) possibilita ao aluno expressar seu pensamento por meio de diferentes linguagens e formas de representação."

Lendo gibis. (Turma 3º ano)

NA PRÁTICA

* Quando falamos em mídias passa em nossa cabeça todas as dificuldades que muitas vezes enfrentamos, mas os ganhos que o trabalho com elas podem trazer são inumeráveis. Deixo aqui 5 sugestões práticas.

1ª- Depois de produzirem um texto (aqui no caso fizeram versos em duplas), passaram pela correção junto com a professora, ainda em duplas digitaram seus versos.

Notebook da professora, por isso ia uma dupla de cada vez.

2ª- Depois de trabalhar sobre um assunto (aqui foi a água), os alunos podem jogar no computador com CDs de jogos. Utilizando apenas um ou dois computadores, em duplas cada um pode brincar com os jogos (Seres do fundo do mar).

Com dois notebooks na sala de aula foi estabelecido um tempo para cada dupla.

3ª- Podemos trabalhar com a televisão em casa. Exemplos: pedir que assistam no jornal a previsão do tempo (se estiver trabalhando sobre clima, estações...), pedir que assistam notícias de telejornais e escolham uma notícia que lhe chame atenção e anotem (se estiver trabalhando meios de comunicação...).

Registrando notícias de telejornais

4ª- Histórias  em quadrinhos podem ser trabalhadas na sala de aula de várias maneiras, com gibis de papel, projetadas e produzidas pelas crianças em sites específicos. Esta é uma forma de expandir um tema dentro de várias possibilidades. 
Lendo gibis

Crie e leia Histórias em Quadrinhos (HQ) com a Mônica, Cebolinha, Cascão e Magali
HQ projetada para a turma.Crie e leia Histórias em Quadrinhos (HQ) com a Mônica, Cebolinha, Cascão e Magali


Criando suas próprias HQs 


5ª- Uma boa dica é a utilização da Educopédia, que é uma plataforma digital da SME do Rio de Janeiro. Mesmo que você não seja do RJ, você poderá entrar como visitante e terá acesso a várias atividades interativas, jogos, biblioteca virtual e aulas que poderão ser de grande ajuda no seu trabalho.

Turma de 1º ano utilizando a Educopédia na sala de informática (E.M.Pará)

Turma de 1º ano utilizando a Educopédia na sala de aula. (E.M.Pará)

Saindo do virtual para o concreto.

Aventura 2 do Pé de Vento(Educopédia) floresta de dinossauros
Novamente do virtual para o concreto (história/bonecos)

Livros produzidos pela turma baseados nas aventuras vividas (Educopédia)
Turma de 1ºano E.M.Pará


Acesse a Educopédia e confira!


Outra dica legal é o Reforço Digital




"Para construir o amanhã, é necessário, a partir da compreensão do ontem, entender e refletir sobre o hoje, o que implica a responsabilidade ética do ser humano como ser da decisão, da ruptura e da opção."
                                                                              Paulo Freire

Textos retirados do livro Multieducação Temas em debate. Mídia e Educação 
e

A Escola Entre Mídias

6ª Dica- Os Jogos

A importância da utilização de jogos na aprendizagem.

"É preciso preparar o aluno para que ele tenha capacidade de trabalhar em grupo, como líder ou colaborador, mas em grupo. Só assim ele saberá atuar na família e na comunidade."

Jogo de trilha "A Cigarra e a Formiga.' Turma de 2º ano

Através do jogo coletivo, a criança tem a percepção do valor das regras e sua aceitação nas diferentes situações cotidianas, porque ela percebe que estas regras se tornam necessárias para o bem coletivo.

     Jogo "As três Marias." Turma 3º ano.                                            

"Auxilia na compreensão da relação entre competição e regras e a importância de princípios éticos nessa relação."

Bingo de Letras. Turma de 1º ano

NA PRÁTICA

* Através de jogos é possível fixar de forma alegre e divertida conteúdos que foram trabalhados, além dos benefícios que já foram citados. Vou deixar aqui 5 dicas de jogos que podem ser utilizados em sala de aula.

1ª- O jogo do "Bingo de Letras" é muito bom para o trabalho com turmas de 1º ano, por auxiliar na fixação da relação entre grafema/fonema.

As cartelas podem ser confeccionadas pelo(a) professor(a), 
utilizando imagem/letras com diferentes combinações.

As letras que foram retiradas da sacola podem ser colocadas
 em um quadro de pregas, que ajudará aos alunos 
que ainda necessitam deste apoio.

2ª- O "Jogo de trilha" pode ter temas variados, pode ser encontrado em livros, revistas ou confeccionados pelo(a) professor(a). Este jogo por ter regras que precisam ser lidas e compreendidas, auxilia o professor a trabalhar a leitura e interpretação.

Jogo de Trilha sobre O Trânsito. Através de xerox colorida 
confecionamos 5 tabuleiros e todos puderam brincar.

3ª- O Jogo "As três Marias" é  um jogo muito divertido que estimula a concentração e a coordenação, basta ao professor conseguir pedrinhas e está pronta a brincadeira.

Este jogo é indicado para alunos de 3º ano ou mais.

3ª- Jogo de Argola com sílabas. Basta colar sílabas variadas em garrafas de refrigerante pequenas e algumas argolas. O aluno acerta uma sílaba e terá que escrever uma palavra com aquela sílaba para que consiga o ponto para seu grupo.

Garrafinhas de boliche de plástico com rótulos de sálabas e argolas.

Escrita das palavras no quadro

4ª- Com um simples quebra-cabeça para ser montado em grupo, onde se estimula a cooperação podemos trabalhar matemática. Aqui foi trabalhada a relação entre linhas/colunas e a multiplicação.

Jogo de 40 peças, onde a imagem pronta possuía
 5 colunas de 8 peças cada (5x8=40).

Atividade no quadro


5ª- Com dados gigantes pode ser trabalhada adição simples com crianças de 1º ano. Basta ampliar o modelo de um dado e transferir para uma folha de papel cartão e terá dois dados gigantes. Dois alunos de cada grupo jogam o dado e fazem a soma no quadro e acumulam estes pontos para seu grupo.

Alunos realizando a soma de pontos do seu grupo.

* É importante destacar que existem muitos outros jogos que podem ser realizados com os alunos como Forca, Adedanha, adivinhas, mímicas...

* As crianças podem também confeccionar jogos com sucatas, rótulos...

Alunos criando seu próprio jogo de trilha.


7ª Dica- Os Cantinhos de Leitura

Vamos falar sobre a importância dos Cantinhos de Leitura 
nas salas de aula.

Este deveria ser um espaço que não poderia faltar em nenhuma sala de aula, tamanha sua importância.


Mesmo que sua sala não tenha espaço, use a criatividade, mas não deixe faltar este espaço em sua sala de aula.


Procure fazer deste "Cantinho" um lugar agradável e alegre, 
pois assim formará no seu aluno a ideia de que a leitura é  
agradável e prazerosa.


Se quero formar alunos leitores, preciso deixar que eles tenham contato com materiais de leitura.


NA PRÁTICA

* Vou deixar aqui 5 dicas de cantinhos que você pode montar na sua sala de aula, alguns simples, outros mais elaborados, mas o que importa é não deixar faltar este espaço tão importante e mágico!

1ª- Este Cantinho foi feito tendo como fundo a casinha de doces da história de João e Maria, feita de EVA. Os livros foram colocados em uma estante de aramado. O banquinho é feito com caixote de feira forrado com TNT.

E.M.Pará Turma 1201/2010


2ª- Este Cantinho é feito apenas com a exposição de livros sobre as mesas, que são recolhidos ao fim da aula e guardados no armário, pois a sala era usada pelo supletivo à noite, o boneco é feito com 4 caixas de sabão em pó forrado com EVA. 

E.M.Olegário Mariano Turma 1206/2011

3ª- Este Cantinho tem o fundo forrado com papel tijolinho onde o professor pode decorar como quiser, os livros são expostos em uma estante de parede, o caixote de feira é o banquinho e um destaque especial para os livros feitos pela turma.

E.M.Prof.Escragnolle Dória Turmas 1201/1203- 2008


4ª- Este Cantinho também possui o fundo de papel tijolinho, mas os livros são acomodados ao lado em algumas mesas, dentro de caixas onde são separados por temas. O boneco feito de caixa da sabão continua presente e a boneca Emília dá um toque especial.

E.M.Olegário Mariano Turma 1106/2010

5ª- Este Cantinho tem o fundo forrado de TNT e os livros acomodados na lateral, em uma estante de aramado, o banquinho de caixote e o boneco de caixa de sabão estão presentes.

E.M.Pará Turma 1201/2013

Dica-extra: Este ano estou com uma turma de 4º ano(à tarde), como já estamos juntos desde o 1º ano, sugeri que criássemos um novo nome para nosso cantinho e depois de uma eleição o nome escolhido foi "Lugar de Leitura". Ainda estamos arrumando nosso Cantinho, mas vejam como está ficando.

E.M.Olegário Mariano Turma 1404/2013
Em breve estrei colocando as fotos do nosso Lugar de Leitura pronto.


Não importa como seja montado seu cantinho ele não pode ser esquecido, seja uma caixa de livros enfeitada no canto da sala, o que importa é a forma como você professor irá valorizar estes momentos.

*Todos os cantinhos mostrados aqui foram de turmas que trabalhei ao longo dos anos, pois  o Cantinho da Leitura nunca esteve fora de minhas turmas.





8ª Dica- As Artes

A importância de trabalhar atividades de Arte na sala de aula.

Muitas vezes achamos que o trabalho com Arte é obrigação do professor de Arte, quando há. E para nós é perda de tempo ou usado para preencher momentos ociosos.

Trabalhando com as obras de Tarsila do Amaral. Turma de 3º ano

"Desde a escola de educação infantil, deve ser garantido às crianças o direito a esse conhecimento que amplia e aprofunda seu saber."

Releitura da obra de Alfredo Volpi. Turma de 1º ano. 

"Assim, a leitura de imagens ou de palavras é carregada de sentidos que tanto estão presentes na imagem como na palavra ou no seu leitor."

Lendo com alunos livros de imagens (textos não verbais).

Como sugestão temos os livros Zuza e Arquimedes  

NA PRÁTICA

* Deixo aqui 5 sugestões de trabalhos realizados com Artes plásticas na sala de aula.

1ª- Fazendo um paralelo entre as artes plásticas e a arte da palavra, podemos trabalhar "Girassóis" (1888) de Van Gogh e o poema "Os girassóis" de Vinícius de Moraes.


Alunos pintando seus próprios girassóis

Montar um corredor de girassóis.

Trabalhar com o texto de Vinicius de Moraes

Veja esta sugestão!

2ª- Através da obra de Kandinsky, pode-se trabalhar com formas geométricas.
Releitura da obra "Sobre pontos"(1928) de Kandinsky 

3ª- O professor pode trabalhar a importância das frutas na alimentação e fazer uma releitura do quadro "Natureza morta-maçãs"(1890) de Paul Cézanne com origami.

Turma de 1º ano

Turma de 2º ano

4º- Exposição com várias obras de Tarsila do Amaral, trabalhar a biografia da autora e deixar que os alunos escolham livremente e recriem sobre a obra da autora, podendo mudar as cores e algumas formas.
Exposição de algumas obras de Tarsila do amaral

Com os trabalhos criar um livro de Artes da turma.

5ª- Ao trabalhar "Bandeirinhas" (1970)de Alfredo Volpi o professor pode fazer um paralelo com as Festas Juninas, ou a utilização de bandeirinhas nas festas do interior.

Aqui utilizando bandeirinhas recortadas ou pintadas.

Deixo como sugestão o livro de Ivete Raffa "Fazendo Arte com os Mestres" vol.2.


" Do mesmo modo que existe na escola um espaço destinado à alfabetização na linguagem das palavras e dos textos orais e escritos, é preciso haver cuidado com a alfabetização nas linguagens da arte."
                                           (Mirian Martins)




9ª Dica- Os Projetos

A importância de trabalhar por Projetos.

Projeto Fábulas Fabulosas

"Trabalhar por projetos, costuma ser um planejamento motivador para o aluno, pois este se sente envolvido no processo de aprendizagem."

Projeto Pare, pense e siga em frente!

"A cooperação, nesse caso, dirige-se para a resolução de problemas e se cria a transdisciplinaridade pela construção de um novo modelo de aproximação da realidade do fenômeno que é objeto de estudo."

Projeto Lendo Ruth Rocha

"Nos projetos, por princípio, trata-se de enfrentar a complexidade, abrindo portas que expandam o desejo dos alunos por seguir aprendendo ao longo de sua vida. Nessa expansão do conhecimento, cada um dos alunos pode ter um lugar." 
Projeto Asa de papel. (Lendo livros de receitas).

"...formar indivíduos com uma visão mais global da realidade, vincular a aprendizagem a situações e problemas reais, trabalhar a partir da pluralidade e da diversidade, preparar para aprender toda a vida..."

Projeto Xô Dengue!

"É preciso haver avaliação em vários momentos. Avaliação Inicial.Para detectar o conhecimento que os alunos já possuem. Avaliação Formativa Para ajudar os alunos a progredirem no caminho do conhecimento e Avaliação Recapitulativa. Permite reconhecer se os alunos alcançaram os resultados esperados."

NA PRÁTICA

* Aqui deixarei algumas sugestões para que você possa criar seu próprio Projeto de trabalho

1ª- Acredito que um projeto tenha que partir da turma, por isso quando inicio um ano aguardo que as situações cotidianas da turma nos direcionem para o projeto a ser trabalhado.
Devido ao elevado número de alunos da turma que 
contraíram dengue nasceu o Projeto Xô Dengue!

2ª- Registre tudo que acontecer que for relacionado ao projeto. Costumo criar um diário do projeto para fazer estes registros.


 Diário do Projeto Xô Dengue e Fábulas Fabulosas


-3ª- Uma dúvida frequente é a forma de trabalhar o projeto, não é necessário trabalhá-lo diariamente, especifique dias para que seja trabalhado, pois sabemos que nem todos os conteúdos que necessitamos podem ser relacionados ao projeto, mas procure integrar o máximo que puder.

Trabalhamos a multiplicação através do reflorestamento 
no Projeto Viva a vida com os vegetais

4ª- Depois que decidir o projeto a ser trabalhado o primeiro passo é procurar saber o que os alunos sabem sobre o assunto, e então, recolha o maior número possível de material sobre o assunto, estimule os alunos a pesquisarem também.

Parte do material do projeto Asa de Papel.

5ª- Não torne sua turma como uma ilha dentro da escola, mesmo que você esteja trabalhando um projeto para solucionar questões específicas da turma, o professor deve envolver a turma no que está acontecendo na escola.

Todo material produzido durante o Projeto Asa de Papel 
foi utilizado na Feira Cultural da escola.


O trabalho por Projetos permite que os alunos sejam participantes ativos de todo o processo e até os responsáveis se envolvem, aproximando assim, a escola da família. É trabalhoso, mas é muito gratificante e estimulante.

Gostaria de deixar como sugestão de leitura de dois livros. O primeiro de
 Fernando Hernandez "Transgressão e mudança na educação. Os Projetos de trabalho"
e o segundo de Paty Fonte "Projetos Pedagógicos Dinâmicos."


As citações desta postagem são do Fernando Hernandéz

10ª Dica- Os Passeios

Quando falo aqui em passeios não me refiro a passeios a pontos turísticos, museus, etc.
Passeio aqui se refere a aulas-passeio que são simples, mas importantíssimas!

"Educar não é uma fórmula de escola, mas 
uma obra de vida"

Depois de estudar o texto " A Pipa" aprendemos a fazer pipas
e fomos soltar no quintal da escola.

"Lutar pelo advento de uma sociedade na qual a criança possa desenvolver-se integralmente, o mais humana e harmoniosamente possível, criar o clima favorável ao seu desabrochar, que desejamos e preparamos, é um dos primeiros deveres pedagógicos". 

Depois de trabalhar sobre brincadeiras no Folclore saímos para 
brincar de bola-de-gude, aqui os alunos ensinam a quem não sabe.

"Queremos atividades escolares vivas, associadas ao interesse e ao profundo devir das crianças, que sejam muito mais do que um jogo ou um passatempo, que sejam um trabalho autêntico, fruto de uma necessidade, que se veja que é útil, ao qual uma pessoa se entrega de todo o coração e que, por todos esses motivos, se torna um poderoso gerador de dinamismo e de proveito pedagógico". 

Observando o lixo jogado pelas ruas ao redor da escola.

   Estas citações de Célestin Freinet  nos fazem  refletir sobre a importância de mostrarmos para nossos alunos, que a aprendizagem pode ir além das paredes da nossa sala de aula.

*Vou deixar aqui 5 sugestões de atividades que podemos realizar fora da sala de aula, ampliando nosso espaço de aprendizagem. 

1ª- Ao trabalhar com vegetais podemos recolher folhas no quintal da escola.

Recolhendo folhas no quintal da escola para atividade de ciências.

Veja mais detalhes aqui


2ª- O momento de contar uma história pode se tornar muito maisagradável se for em um lugar diferente.

Ouvindo história embaixo de uma árvore no quintal da escola.
Este momento já é agradável e pode ser mais ainda!

3ª- Explorar o entorno da escola pode ser muito agradável e valioso para   a  aprendizagem, podemos  explorar  este  espaço  de  várias formas. Aqui fomos   observar como  estavam as calçadas perto da escola percebemos muito lixo no chão.

Comprovar na prática o que estudamos na sala de aula.
(trabalhando Meio Ambiente)

4ª- Entrevistar outros colegas ou funcionários também é uma boa dica, pois se quiser montar um gráfico/tabela leve seus alunos a coletar os dados dentro da própria escola, podem utilizar questionários ou um gravador.
Entrevista sobre a Dengue para montar um gráfico sobre a epidemia.
(utilizando gravador)

5ª- explorar o ambiente externo da escola é uma atividade que pode parecer insignificante para nós, mas é muito preciosa para nossos alunos, basta uma visita a Sala de Informática, a Sala de Leitura ou observar uma árvore no dia da Árvore. 

Dia da Árvore, observar as características dela.


Precisamos ampliar os limites de nossa sala de aula, deixar 
que nossos alunos percebam que nossa sala de aula, 
pode ser bem maior do que eles imaginam.


Esta foi nossa última Dica desta série, espero 
que elas sejam úteis a todos que acessarem este blog.
fonte: Alfabetização Criativa